TRANSFORME A LEITURA EM HÁBITO

TRANSFORME A LEITURA EM HÁBITO

Por Néliton Góis –


 

Um bom livro pode abrir novos horizontes para pessoas que estão abertas ao novo. Pensar fora da caixinha deixa possibilidades para inovação mais perto de você. Não fui uma criança criada com acessibilidade aos livros, lembro do primeiro livro que li, foi “A ilha perdida” de Maria José Dupré, da série vaga-lume, uma leitura que me levou para a aventura dos irmãos Eduardo e Henrique. Bom, lembro-me do meu segundo livro, anos depois, “Amor de perdição”, de Camilo Castelo Branco, um clássico da literatura, uma leitura obrigatória no ensino médio, mesmo assim gostei do livro.

Quase 15 anos depois, com autonomia e independência dei-me ao luxo de entrar em uma livraria e escolher o que desejava ler. Não foi fácil, mas, escolhi “Violetas na janela”, narrado pelo espírito “Patrícia” e psicografado pela médium Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho, um livro lindo. São três leituras distintas, mas todas me mostram perspectivas diferentes da vida. E para você se aventurar nos livros, vou deixar aqui algumas dicas para transformar sua leitura em hábito.

Hoje o celular se tornou um acessório indispensável para o homem, leia no dispositivo, utilize aplicativos para leitura. Tem o Google Books e o Kindle, que podem ser instalados gratuitamente para ler milhares de livros de graça. São aplicativos de fácil acesso e bem intuitivos. Use a tecnologia para aprimorar o seu conhecimento. Como o celular pode ser um meio para o acesso à sua leitura, faça isso diariamente, dez minutos antes de dormir, na tela do celular ou com o bom e velho livro.

A leitura antes de dormir relaxa a tensão corporal e melhora a qualidade do sono, segundo a Universidade de Sussex. Caso comece um livro e essa leitura não lhe agrada de início, permita-se interrompê-la assim que identificar o desagrado. A leitura deve proporcionar prazer e não desgosto, nem fazê-la por obrigação. Quando lemos um bom livro e gostamos de compartilhar sobre a experiência, conversar sobre o que estiver lendo, isso pode auxiliar incentivando outras pessoas na leitura de um determinado gênero.

Faça essa troca de experiência sempre que possível. E quando não souber mais o que ler, busque os livros das listas de mais vendidos ou mesmo indicação de outras pessoas, sempre ter uma referência na indicação pode ser um incentivador na sua leitura. Faça a sua lista de desejos literários e com preferências, assim facilita por onde começar.

Outra dica magnifica é aproveitar o seu tempo livre para apreciar um bom livro, sendo dentro do transporte público ou na fila do banco. Uns cinco minutos livres no seu dia, isso equivale em média, a quatro páginas lidas. Essas leituras na volta do dia podem naturalizar o hábito.

E por fim, estipule uma meta diária. Pode começar com pouco, dez páginas por dia, se achar muito, estipule 05 páginas. Faça uma meta que seja possível no seu dia a dia. Gradativamente, aumente a sua meta diária, quando findar um mês vai perceber o quanto já leu. Mantenha o ritmo até ao ponto em que a leitura se torne tão natural quanto usar as redes sociais.

Deixo aqui dica de duas leituras para você começar a sua rotina. A primeira é “O pequeno príncipe” é uma obra do escritor, ilustrador e aviador francês Antoine de Saint-Exupéry, publicada em 1943 nos Estados Unidos. Outra dica é “O diário de Anne Frank”, Annelies Marie Frank foi uma adolescente alemã de origem judaica, vítima do Holocausto. Ela tornou-se uma das figuras mais discutidas do século XX após a publicação do Diário de Anne Frank, que tem sido a base para várias peças de teatro e filmes ao longo dos anos.

Comece agora a ler, não deixe para amanhã. E boa leitura!


NÉLITON GÓIS – Cuiabano, está como Dir. de Marketing da Umanos Editora. Escreveu o livro ‘Espalhe o Bem pelo Caminho’. Formado em Turismo e em Publicidade e Propaganda, Especialista em Docência. Atuou por 15 anos como Cerimonialista em eventos sociais. Apaixonado por livros, filmes e séries.

 

 

Deixe uma resposta